12 março 2013

Resenha: Porto Seguro - A coragem para voltar a amar.

  • Título: Porto Seguro
  • Subtítulo: A Coragem para voltar a amar
  • Autor: Danielle Steel
  • Editora: RECORD
  • Nº de Páginas: 400
  • Encadernação: Brochura

    O que mais admiro nas histórias literárias são os sentimentos que em mim são aflorados enquanto a leitura é prosseguida, e se um dia alguém me perguntar em qual livro a história mexeu e mais me marcou sem parar para pensar, com toda certeza eu responderei Porto Seguro de Danielle Steel.


  A drama relata a história de mãe e filha, Ophélie e Pip, Que para fugir da terrível tristeza que se abateu em suas vidas após um acidente onde morreram pai/marido e filho/irmão viajam para uma temporada em Safe Harbour. Um romance doce, agudo e de fácil agrado, essa é a minha definição para o livro.


   Há basicamente 3 personagens durante a trama, Ophélie, mãe de Pip, cicatrizada pelas percas do passado é uma  mulher triste, amargurada e deprimida. Matt Bowles é um quarentão cujo divórcio o separou dos filhos, pintor, passa seu tempo pintando a beira da praia e Pip, uma garotinha de apenas 11 anos que estranhamente para sua idade não tem muitos amigos mas tem um companheiro, um cachorro chamado Mousse.


   Durante o tempo em que estão em Safe Harbor o comportamento da mãe deixa Pip tristonha e solitária, a grande calamidade que se passou na vida delas modificou a relação entre mãe e filha e Pip fica receosa em relação ao que falar para a mãe que em estado alto de depressão não come e evita a fala, somente dorme na esperança de escarpar da triste realidade. Sem sucesso, claro, Ophélie procura um grupo de apoio duas vezes na semana é nesse momento que Pip foge de sua solidão, caminha na praia com seu cachorro mousse e nessa fuga a garotinha encontra e conhece o pintor Matt, que rever naquela menina a sua própria filha. Nesse momento uma grande amizade, inicialmente contrariada por Ophélie, desabrocha. Sem embrago, um pequeno incidente leva Ophélie a mudar de ideia e a mesma acaba por simpatizar com o pintor e entender os motivos de Pip está tão ligada a ele. É nesta forte amizade, que uni os três, que eles encontram forças necessárias para recuperar-se das percussões sofridas no passado e reencontram animação para viver.

   Uma história memorável de sobrevivência. A autora usa uma forma bem sedutora para contar esta narrativa e em muitas passagens controlar o riso é completamente impossível. Com entendimento Danielle Steel explora os laços ténues entre mães e filhas e amigos no decorrer de toda uma vida, este romance nos arrasta para a situação complexa de perda e do bem que do mesmo modo brotam agregados às mais terríveis desgraças. Em associação, uma trama de glória comovente para aqueles que sofrem e sobrevivem, Porto Seguro é, talvez, o romance mais poderoso de asserção da vida.

Avaliação:
Ótimo

2 comentários:

  1. Muito boas suas palavras

    ResponderExcluir
  2. Nossa, deu muita vontade de ler o livro, convidativo seu post.

    ResponderExcluir